Para uma de minhas Avós, de Leandro Rafael Perez – 332 Poemas No 84


sound-iconouça o poema  Para uma de minhas Avós, de Leandro Rafael Perez

leandro rafael perez

 

Conviver é insuportável,
mas ver morrer é impossível:

a memória mais suave virá
destes resmungos sobre doces e dores,
uma versão espiralada da verdade,
um móbile constitutivo de amor
você me dizendo que não chora mais
nem pelos seus olhos que já foram cegos
nem pelo seu marido morto a tempo
e eu lembrando de você chorando,
você me dizendo que não chora mais
e eu lembrando de você dizendo:

tudo ecoa e sempre revela sua fonte
nem que seja esta voz a se repetir até a foz
e se não digo que alcança inundando o mar
é porque sempre esteve lá, move maresia.

Preview-Livro-leandrobaixa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s