Vestia um vestido vinho, de Juliana Bernardo – 332 Poemas No 90


sound-iconouça o poema Vestia um vestido vinho, de Juliana Bernardo

Juliana Bernardo

vestia um vestido vinho que se puía no corpo
um vestido que esteve em outros corpos

ela é o cetim e o soco
o veludo e o anzol

o vinho vem do seu seio de pedra
com gosto de susto e terra
nela nossa origem desce pelos quadris
alvorada líquida sob o zíper da noite

ela é o aquário teso no fundo da boca
onde uma voz gêmea se bifurca
e os sons se movem no súbito colapso de um beijo

cartabrancadivulgao

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s